Postado por Revista IEs em 31/07/2013 ás 06:07

Adolescentes, estamos preparando-os para o mundo? – O mundo está preparado para eles?

Por Ritah Oliveira

 

Em minhas palestras sobre o Coaching Teen, venho usando uma frase do Herbert Viana (ou dita por ele) que deu origem ao tema deste artigo. Todo mundo “pensando” em deixar um planeta melhor para os nossos filhos... Quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta. Estamos vivendo uma época no fluxo vital da evolução, oriunda da constatação de que todas as Eras da Evolução do Homem culminaram na preocupação de “parar para acertar”. E fazer isso com quem? - Com aqueles que estão destruindo o mundo e tudo que há sobre ele – OS SERES HUMANOS, nós que com nossos comportamentos, ambições desmedidas, passamos pelas eras da CAÇA E PESCA , descobrimos que da terra brotava o alimento para nossa fome sem que necessariamente tivéssemos que buscar nos animais e peixes a saciedade de nossas aspirações naturais, desembocamos nas maravilhas criadas pela INDÚSTRIA, encontramos meios fantásticos de nos comunicar e informar com a era da COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO exatamente dai veio o colapso e deste surge à necessidade premente da imersão ampla e irrestrita na Era da Sabedoria, esta que é invisível que chega para nos mostrar que caso não olhemos para dentro de nós mesmos e, por conseguinte para o nosso semelhante, estaremos fadados a caçar e pescar o outro lidando como simples máquinas, com um pulsar mecânico falando para muitos sem ouvir e ser ouvido por ninguém, guerreando com nosso semelhante como animais irracionais por nada ou quase nada que valha a pena.

E com todo esse panorama o que passaremos para nossos novos gestores do mundo? Local onde as sete maravilhas podem “passar batida”, onde muitos caminhos podem não levar a lugar algum ou a lugares sombrios como, por exemplo, o vale das drogas, que começa pelo “esquenta” das bebidas e que por não ter noção de quando parar entende que para curtir uma festa precisa estar “chapado” tudo isso promovido por jovens que desconhecem limites, que não valorizam a aprendizagem da verdade. Jovens que precisam ser educados de maneira sistêmica, onde vão aprender a ver o todo como parte constante da pluralidade e entender como usar a multiplicidade sistêmica os conduzem para a importância do ser em detrimento do ter, ensinando ao adolescente que o dinheiro, por exemplo, não é um valor supremo, e que ações sociais e comportamentos éticos também podem ser considerados triunfos. Precisamos despertar a inteligência e as múltiplas capacidades e potencialidades para que a autonomia do nosso futuro seja realizada em um ambiente de livres escolhas pautadas na capacidade de acertar ou de assumir erros, pois não podemos permitir que nossos jovens acreditassem que existe uma vida ideal sem problemas ou que os problemas são resolvidos pelos outro e sim instruí-los de que estes fazem parte da evolução impulsionando o crescimento psicológico, moral, social e, até, físico.

Mas por que concentrar na adolescência, tais situações? Porque eles são o nosso futuro! - São os nossos predecessores, os médicos, advogados, juízes, professores, sociólogos, atores, escritores, astrônomos, religiosos, cientistas, lideres, pais e mães, entre outros. São as pessoas que chegaram à vida adulta em instância hostil revoltando-se contra aquilo que constitui o próprio homem, o que aumenta ainda mais a frustração e a angústia, onde toda a pluralidade do mundo que estamos construindo hoje e ao longo de nossa evolução na terra caso não sejam estimulados a pensar sistemicamente construindo AUTOCONHECIMENTO, AUTOESTIMA, VALORES DO SER E DO DAR, VISÃO DE MUNDO PAUTADA EM COERÊNCIA, seremos uma sociedade movida por valores efêmeros, perniciosos, imorais caminhando desorientados para o caos onde metaforicamente falando “O bater de asas de uma borboleta em Tóquio pode provocar um furacão em New York”.


http://issuu.com/opus_propaganda/docs/4_edi____o/21?e=5553152%2F4142082

Atendimento Preferêncial

Nome:

Email:

Telefone:

Assunto:

Mensagem: